Publicado por: Thiago Tavares | 11/02/2009

Levantar velas capitão!espetáculo ‘A mar aberto” se reapresenta neste sábado na casa da ribeira.

 

banner-dia-14

O Coletivo Artístico Atores à Deriva surgiu no final de 2007 com o objetivo prioritário de troca de informações entre artistas de Natal que, ao longo dos últimos 20 anos, vêm desenvolvendo trabalhos nas áreas de teatro e música. Capitaneado por Henrique Fontes (ver currículo), o coletivo inclui 5 atores (Alex Cordeiro, Bruno Coringa, Doc Câmara, João Victor e Paulo Lima) de 2 grupos da cidade (Brincarte, Facetas Mutretas e Outras Histórias), um diretor edramaturgo ex-integrante do premiado Grupo Clowns de Shakespeare e fundador do Grupo Beira de Teatro e 1 diretor musical (Danúbio Gomes), fundador e mantenedor do Projeto Pau-e-lata que hoje é sediado em Natal mas com ramificações por todo o Brasil e até na África.
            Esses artistas se uniram por afinidade pessoal e crença na diversidade dos seus potenciais artísticos e decidiram experimentar uma linguagem cênica teatral como forma catalisadora dessa diversidade. O encontro foi uma excelente oportunidade de intercâmbio de conhecimentos e de possibilidades formativas para estes artistas que têm escassas condições de aprendizagem continuada na cidade de Natal, RN.O primeiro resultado artístico, a peça A Mar Aberto surge com uma força para além da cena, do texto e da música mais facilmente absorvidos ao se apreciar o espetáculo. A força desse trabalho reside nas entrelinhas, nos bastidores, na aposta de criação de uma atmosfera que seja a própria alma do fazer artístico e de uma vontade criadora independente de fontes de financiamento ou investimentos públicos.
            Atores à Deriva faz sua primeira aparição em uma espécie de revolução pessoal e silenciosa. O resultado colhido na primeira temporada foi maior que a expectativa: o despertar da classe teatral e musical para assistir ao espetáculo; um número crescente de público (com necessidade de uma sessão extra no último dia); um crítico que, após anos, foi motivado pelo espetáculo para escrever; além de uma vontade vibrante dos artistas que compõem o Coletivo em continuar a pesquisa e o intercâmbio de saberes. Acreditamos que através desse encontro intencional e à deriva, algo novo/velho (re)nasce.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: