Publicado por: Thiago Tavares | 07/05/2009

Pobres de Marré

pobre de marré O espetáculo do grupo Carmin de Teatro ” Pobres de marré” está novamente nos dando o prazer de sua representação nos palcos potiguares. a peça segundo o grupo em seu antigo site foi construída a partir de uma pesquisa de rua feita pelas atrizes e de conversas escutadas por Henrique desde 2002, quando uma cena foi criada para integrar o espetáculo “Dos Prazeres dos Pedaços.”

Na busca desses maravilhosos anônimos que povoam as ruas de Natal e do Brasil, as atrizes e o diretor descobriram que há um outro tipo de morador de rua. Mendigo talvez não seja a melhor discrição para este tipo que ganha vida no palco através das personagens Maria e Dasdô, pois elas não pedem. Elas buscam.

Há uma classe de moradores de rua que está entre os que ganham salários de fome e os miseráveis. Estes andarilhos das calçadas e becos se alimentam da compaixão alheia e da graça que um certo distúrbio mental lhes confere.

Quando olhamos com cuidado podemos vê-los por toda a cidade. Às vezes se confundem com guardadores de carro, ou com os pedintes, mas não, eles não pedem. Vivem do que encontram ou recebem espontaneamente.

Em cena, as personagens construídas por Titina e Quitéria são como uma combinação de muitas dessas personalidades anônimas. Elas nos levam ao riso pelo absurdo de suas conversa, mas também nos comovem pela vida simples e ética que levam.

confira o vídeo

saiba aonde fica a casa da Ribeira

casadaribeira


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: