Publicado por: Thiago Tavares | 07/08/2009

Cia Luna Lunera abre o Festival Agosto de Teatro.

dd

AquelesDois_LunaLunera A cia teatral Luna Lunera é a responsável por iniciar o I Festival Agosto de Teatro da cidade do Natal-RN. hoje às 20h no Teatro Alberto Maranhão a cia apresentará o espetáculo “ Aqueles dois”. do conto de Caio Fernando Abreu, lançou, em 2007, o projeto Observatório de Criação da Cia. Luna Lunera (pelo Fundo Estadual de Cultura), que objetiva pôr mostra os novos processos criativos do grupo e realizar estudo da relação do contato improvisação de Steves Preston com o método das Açôes Verbais de Constantin Stanislavisk. Em 2008, o espetáculo foi convidado a participar da 17ª Mostra Contemporânea do Festival de Curitiba/PR e foi selecionado para o 9º FIT-BH – Festival Internacional de Teatro Palco e Rua, 8º Festival Internacional de Teatro de Rio Preto/SP e 1º Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia. Ganhador do 13º Pr mio SESC-Sated nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção (Cláudio Dias, Marcelo Souza e Silva, Odilon Esteves, Rômulo Braga e Zé Walter Albinati). Também ganhador do 5º Prêmio Usiminas-Sinparc nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção (Cláudio Dias, Marcelo Souza e Silva, Odilon Esteves, Rômulo Braga e Zé Walter Albinati) e Melhor Ator (Rômulo Braga). Vencedor Prêmio SHELL SÃO PAULO 2009 com Melhor Iluminação, sendo ainda indicado como Melhor Direção e Cenário.

O grupo originou-se da canção homônima de Tony Fergo, com interpretação notável de Gregorio Barrios. Resgatada da trilha sonora do espetáculo “Perdoa-me por Me Traíres”, Luna Lunera é uma expressão metafórica e poética, quase intraduzível – lua de aura encantadora, “enluarante”. Não se remete necessariamente à lua cheia (luna llena). Porém, é influente como ela, participando da vida dos enamorados, interferindo na natureza. Luna Lunera vincula-se, ainda, à ludicidade de tradicionais poemas latinos, cantigas de ninar e jogos de infância.

assista um vídeo não – oficial do espetáculo

Maiores informações sobre a Cia. Luna Lunera

http://cialunalunera.blogspot.com/


Responses

  1. Gostei muito da peça(ontem à noite)!. Muito mesmo. Hoje à tarde, li o conto de Caio Abreu. O Google aqui também me disse que o autor era homossexual e morreu de aids. Faz sentido. O conto e a peça mostram com muita naturalidade o sentimento entre aqueles dois, mas o foco é para a reação e a mediocridade dos “colegas” da repartição…e isso é interessante de se ver.
    “Desconfiaram que seriam eternamente infelizes. E foram.”

    Obs.: Meu pudor não estava exatamente preparado para ser violentado por quatro atores que de repente tiram a roupa. Não acho que aquilo fosse necessário.
    O pessoal do teatro costuma ser libertino demais.
    É a única ressalva que faço, pois achei mesmo incrível. E ainda estou com “Tú me acostumbraste” na cabeça, hehe…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: