Publicado por: Thiago Tavares | 09/08/2009

Toda nudez sera castigada?

0,,1207503_1,00 A nudez em cenas de teatro e televisão gera cada vez mais polêmicas e questionamentos em suas exibições.Nos deparamos com mais uma dessas exibições na abertura do I festival Agosto de teatro.O espetáculo “ Aqueles dois” representou no final de sua apresentação a cena que os quatro atores ficavam nus.

O espetáculo narrava a história de dois homens que trabalhavam em uma repartição pública aonde aos poucos descobriarm que gostavam um do outro. A partir desse momento começaram a sofrer preconceitos no ambiente de trabalho aonde chegaram até a serem expulsos devido as acusações de homosexualidade dentro da empresa.

No final de uma noite quente decidiram dormir nus.Fato que gerou o estranhamento da platéia talvez pelo fato de não estarem devidamente preparada para a tal cena.como a que comentou no meu blog: “Meu pudor não estava exatamente preparado para ser violentado por quatro atores que de repente tiram a roupa. Não acho que aquilo fosse necessário.”

Partindo nesse pensamento o Ator Pedro Cardoso mostra-se contra a nudez e comenta que “empresas que exploram a comunicação em massa”, a nudez, que fora “uma conquista contra excessos da repressão à vida sexual”, tornou-se “apenas um modo de atrair público”.No entanto o Diretor Zé Celso conhecido pelas suas cenas de nudez em público desabafa que “O grande teatro é uma arte muito erótica porque o próprio erotismo é uma fonte de afirmação de vida. Uma pessoa que não aceita seu eros é castrada, não tem amor a sua vida, a sua origem.”

O Fato é que essa questão ainda irá continuar estar nu ou não sempre irá gerar dúvidas dos mais variados pontos críticos.O essencial é algo que dificilmente será igual para todos.Uma platéia de teatro e/ou cinema possui características na maioria das vezes heterogênea aonde são criados varios tipos de conceitos da mesma atuação do ator.


Responses

  1. Dizer que determinada cena de nudez é “desnecessária” me parece um comentário muito evasivo. Desnecessária com relação a que? Para entender a história? Atrair o público? Desnecessária para causar impacto?…
    Pessoalmente, acho que uma cena de nudez é desnecessária quando se torna mais importante que a história ou a mensagem da história a ser contada. Não creio que esse seja o caso da peça “aqueles dois” apresentada pela Luna Lunera.
    Se a arte fosse parte da política do “pão e circo”, mera ferramenta de entretenimento, distração e “domesticação” das massas, eu consideraria sim a cena “desnecessária”. Mas chegamos em um ponto em que o teatro é (e precisa ser) uma das poucas ferramentas que realmente conseguem acrescentar algum significado político, estético, filosófico, existencial, etc. para as nossas vidas. Que bom que ele incomoda! Que bom que ele questiona! Que maravilhoso que ele constrange e violenta o nosso “pudor despreparado”! Que bom que o teatro transforma! Caso contrário, estaríamos perdidos. Mesmo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: